Eventos e Avisos

novembro 2018

seg ter qua qui sex sáb dom
1
  • Dia do Evangélico
  • Reunião de Oração
  • Sala de Costura
  • Ensaio Coral
2
  • Feriado - Finados
  • Reunião de Oração
3
  • Reunião de Oração
  • Reunião do Conselho
  • JD - Reunião Plenária
  • UMP - Projeto Reflexo
4
  • Culto Manhã
  • Escola Dominical
  • Culto Noite
5
6
  • Reunião de Oração
  • Sala de Artes
  • Ensaio de Louvor
7
  • Reunião de Oração
8
  • Reunião de Oração
  • Sala de Costura
  • Ensaio Coral
9
  • PCPN-3ªReunião Ordinária
  • Reunião de Oração
  • SAF - Reunião de Oração
  • UPA - Invasão
10
  • PCPN-3ªReunião Ordinária
  • Reunião de Oração
  • UCP - 9:30hs/12:30hs
  • UPA - Reunião Normal
  • UMP-Projeto Reflexo
11
  • SAF - Dia Nacional
  • Culto Manhã
  • Escola Dominical
  • Culto Noite
12
13
  • Reunião de Oração
  • Sala de Artes
  • Ensaio de Louvor
14
  • Reunião de Oração
15
  • Feriado-Proclam.República
16
  • Reunião de Oração
17
  • Reunião de Oração
  • UPA - Reunião Normal
  • UMP - Projeto Reflexo
18
  • Culto Manhã
  • Escola Dominical
  • Culto Noite
19
20
  • Feriado-Consciência Negra
21
  • Reunião de Oração
22
  • Reunião de Oração
  • Sala de Costura
  • Dia de Ação de Graças
23
  • Reunião de Oração
24
  • Reunião de Oração
  • UCP - Encerramento
  • SAF - Plenária
  • UPA - Reunião Normal
  • Ministério de Casais
  • UMP-Fed.Mocidade Eleição-Pq Industrial
25
  • Culto Manhã
  • Escola Dominical
  • Almoço IPCamp
  • Culto Noite
26
  • Coral - Um Grito de Paz
27
  • Reunião de Oração
  • Sala de Artes
  • Ensaio de Louvor
28
  • Reunião de Oração
29
  • Reunião de Oração
  • Sala de Costura
  • Ensaio Coral
30
  • Dia do Teólogo
  • Sala de Artes Exposição
  • Reunião de Oração

Carta aberta à Igreja Brasileira

Por ocasião das celebrações dos 196 anos de Independência do Brasil neste mês de setembro e da proximidade das eleições de 2018, em que os brasileiros escolherão deputados estaduais e federais, senadores e governadores de seus estados, bem como a autoridade principal da nação, o presidente da República, para os próximos quatro anos, os pastores e líderes cristãos abaixo-assinados conclamam para que a Igreja de Cristo no Brasil coloque-se em intercessão constante pelo País nas próximas semanas, até o fim dos pleitos em segundo turno, em jejum e oração, pedindo para que a Santíssima Trindade, por misericórdia, ouça as nossas preces e venha a atender os seguintes pedidos:

1 Que o SENHOR, o Deus Triúno, conduza em suas campanhas os candidatos honestos, bem-intencionados, comprometidos com a transparência e a moralidade, com princípios virtuosos de vida em sociedade e com uma visão cristã de mundo, a fim de que estes consigam ser eleitos aos cargos a que concorrem;

2 Que o SENHOR, o Deus Triúno, mude o coração daqueles que estão dispostos a votar em candidatos envolvidos em casos de corrupção, nem permita que estes sejam eleitos;

3 Que o SENHOR, o Deus Triúno, refreie a representação de ideologias anticristãs em nossos parlamentos estaduais e no Congresso Nacional;

4 Que o SENHOR, o Deus Triúno, frustre toda a tentativa de fraude no sistema eleitoral;

5 Que o Senhor, o Deus Triúno, não permita mais confusão e outros atos de violência, a fim de que essas eleições sejam concluídas pacificamente;

6 Que o Senhor, o Deus Triúno, por meio da obra santificadora do Espírito Santo, traga um verdadeiro avivamento à sua Igreja no Brasil, provocando um grande e duradouro impacto cultural, moral e social, por meio de homens e mulheres que produzam frutos dignos de arrependimento.”

Algumas recomendações:

a) Para a escolha de candidato, recomenda-se conhecer bem o seu caráter, ideias e a ideologia do partido;

b) Apoie propostas que defendam a dignidade do ser humano e a vida em qualquer circunstância, desde sua concepção no ventre materno;

c) Rejeite candidatos com ênfases intervencionistas na esfera familiar, educacional, eclesiástica e artística;

d) Repudie qualquer ideologia que se oponha aos princípios do Reino de Deus, isto é, com a mensagem bíblica;

e) Apoie candidatos que expressam compreender a função primordial do Estado em prover e promover justiça e segurança para seus cidadãos;

f) Por fim, ao indicar um candidato para amigos e familiares, faça-o com respeito às opiniões diferentes da sua, lembrando que, apesar de você acreditar na pessoa para quem está dando e pedindo voto, como cristãos, nossa esperança última de sociedade perfeita deve estar na consumação dos séculos, quando Jesus voltará para reinar com cetro de justiça.

Após as eleições,  ore em favor dos candidatos eleitos, para que cumpram seus mandatos com sabedoria e pelo bem da nação, lembrando-nos, oportunamente, das palavras do apóstolo Paulo a Timóteo: “Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito” (1Timóteo 2.1-2).

Ajude-nos a divulgar esse chamado à oração pelas eleições de 2018 compartilhando esta carta nas redes sociais e, se possível, peça autorização aos seus pastores para lê-la em sua igreja, seja no culto, escola dominical, pequenos grupos ou demais reuniões.

Que o SENHOR, nosso Deus, olhe com graça e misericórdia para o Brasil! Amém.

Augustus Nicodemus Lopes, pastor auxiliar na Primeira Igreja Presbiteriana de Recife.

Cândido Alexandrino, advogado, professor, Mestre em Direito, advogado da VR Advogados Associados para o Nordeste e advogado sênior na Alexandrino Advocacia (PI)

Charles Grimm, presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil e professor.

Cleyton Gadelha, diretor da Escola Teológica Charles Spurgeon e pastor da Igreja Batista de Parquelândia.

Davi Charles Gomes, pastor da Igreja Presbiteriana Paulistana (SP).

Emilio Garofalo Neto, pastor da Igreja Presbiteriana Semear, Brasília.

Flávio de Paula Oliveira, pastor da Primeira Igreja Batista de Rosário do Sul (RS).

Franklin Ferreira, pastor da Igreja da Trindade (SJC-SP) e diretor-geral do Seminário Martin Bucer.

Geremias Couto, pastor emérito da Assembleia de Deus, Centro Missionário Cristão (Teresópolis, RJ).

Gleidson da Silva Costa, pastor titular da 1a Igreja Presbiteriana Renovada de Cuiabá e Presidente do Presbitério Oeste do Brasil da IPRB.

Hélder Cardin, reitor do Seminário Bíblico Palavra da Vida e pastor na Igreja Evangélica do Maracanã (Atibaia-SP).

Isaque Sicsú, pastor da Igreja Batista Urbana (SP).

Jean Regina, advogado especialista em Direito Religioso do VR Advogados, membro da Comunidade Evangélica Luterana Concórdia de Porto Alegre (RS).

Jonas Madureira, pastor da Igreja Batista da Palavra (SP) e professor no Seminário Martin Bucer.

Jonathan Silveira, membro na Igreja Batista da Palavra (SP), colaborador de Edições Vida Nova, fundador e editor do site Tuporém.

Luiz Sayão, pastor da Igreja Batista Nações Unidas em São Paulo e tradutor da Bíblia (NVI/Almeida 21).

Mauro Meister, pastor da Igreja Presbiteriana – Barra Funda (SP).

Paulo Júnior, diácono da Igreja Vintage180 (RS) e advogado.

Paulo Valle, pastor da Igreja Batista de Fé Reformada (Volta Redonda, RJ) e professor do Seminário Martin Bucer.

Renato Vargens, pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança de Niterói (RJ).

Rodrigo Majewski, presbítero, Assembleia de Deus Porto Alegre (RS), Procurador Federal.

Sérgio Queiroz, pastor da Igreja Batista Cidade Viva e Presidente da Fundação Cidade Viva.

Solano Portela, presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil e Administrador de Empresas

Thiago Rafael Vieira, advogado especialista em Direito Religioso do VR Advogados, conselheiro fiscal da Igreja Batista Filadélfia (RS).

Tiago J. Santos Filho, diretor de estudos avançados do Seminário Martin Bucer, editor-chefe da Editora Fiel e pastor na Igreja Batista da Graça (SJC-SP).

Thiago Silva de Oliveira, pastor da Igreja Evangélica Livre em Itapuama (Cabo-PE).

Thiago Velozo Titillo, pastor batista, escritor, e professor da rede estadual de ensino e dos Seminários Teológico Evangélico Peniel e Betel (RJ).

Valmir Nascimento Milomem Santos, Jurista, teólogo, escritor e ministro da Assembleia de Deus.

Valter Reggiani, pastor da Igreja Batista Reformada de São Paulo.

Warton Hertz de Oliveira, advogado da VR Advogados Associados e estagiário na equipe pastoral da Igreja Batista Esperança (Porto Alegre-RS).

Wilson Porte Jr., pastor da Igreja Batista Liberdade (Araraquara-SP).

Compartilhar:

Coral Rev. Zacarias de Miranda – 109 anos

Coral Zacarias de Miranda: 109 anos louvando ao Senhor

Se você for pesquisar em enciclopédias (esse procedimento era adotado pelos mais antigos) ou mesmo nos mais modernos e eficientes sites de busca, certamente vai encontrar uma gama enorme de definições sobre música, explicações essas que classificam essa manifestação como arte ou, em alguns casos, como “uma combinação de sons e de silêncios, numa sequência simultânea ou em sequências sucessivas e simultâneas que se desenvolvem ao longo do tempo”. Complexo, não?

Na história da humanidade existem algumas evidências de que a música seja conhecida e praticada desde a época da pré-história, surgindo provavelmente da observação dos sons da natureza. Esses ruídos talvez tenham despertado no homem a vontade ou necessidade de organizar alguma atividade que fosse baseada na compilação ou ordenação de sons.

Todo povo, nação ou cultura possui seus próprios tipos de música que se diferenciam em seus estilos, conceitos ou abordagens sempre levando-se em consideração o papel que ela deva exercer em cada sociedade. Por este motivo sempre é salutar perceber ou interpretar a música dentro do contexto pelo qual e para o qual ela foi concebida.

Em outras palavras não adianta querer explicar, por exemplo, por que alguns povos indígenas cantam durante cerimônias fúnebres com o mesmo entusiasmo que entoam canções quando nasce algum bebezinho na aldeia.

O fato é que a música é usada como atração principal ou como pano de fundo para qualquer situação, bastando para isso nos recordarmos das festas de casamento onde os cerimonialistas sugerem uma canção para cada etapa da celebração (entrada do noivo, dos padrinhos, da noiva, etc) muitas vezes sem notar que as letras não ensejam nem sugerem momentos de felicidade no futuro do casal.

Em termos de música cristã no Brasil existem os grupos interdenominacionais e os chamados ministérios de música que se esmeram nas pesquisas, prática e apresentação de uma boa música. A preocupação com a qualidade e o teor das canções e hinos entoados nas congregações motivou a Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) a criar em 1999 o Conselho de Hinologia, Hinódia e Música com o objetivo de manter o foco principal na organização de palestras, debates, simpósios e seminários sobre “A Música na Igreja” com o objetivo de não perder de vista a função primordial do homem que é amar a Deus sobre todas as coisas, inclusive através da música simplesmente ou do canto congregacional.

Um dos pilares da música cristã em nossa cidade é o centenário Coral Reverendo Zacarias de Miranda, que atua ininterruptamente desde sua fundação em 1909. Organizado pelo Reverendo José Zacarias de Miranda no período em que desempenhou a função de pastor titular da Igreja Presbiteriana de Campinas (Ipcamp), entre 1909 e 1912, o coral se tornou referência na música cristã histórica e contemporânea e traduz solenemente o verdadeiro sentido musical da alma.

No auge dos seus 109 anos completados neste mês de setembro, hoje trabalham com a seguinte liderança do Conselho Diretor formado por Marilu Andrade, Pedro Soares e Deborah Patrocínio; as Secretárias Leila Reis, Rute Oliveira e Terezinha Castelnovo; pianista Cintia Cruz e Conselheiro Presb. Eládio Campos. O coral pode ser ouvido semanalmente nos cultos da própria Ipcamp, ou em apresentações por todo o estado sempre que os convites são oficializados.

O Coral Reverendo Zacarias de Miranda é um daqueles que você começa a ouvir e não dá vontade mais de parar. Não digo isso apenas pelo repertório que é cuidadosamente selecionado a cada apresentação, mas também pela qualidade de seus músicos que se harmonizam através dos naipes (sopranos, contraltos, tenores e baixos) brilhantemente dirigidos pela regente titular Laura Aimbiré Morais de Barros e pelos regentes auxiliares Ricardo Tibério e Rafael Campos.

Orgulha-se a cidade de Campinas por possuir músicos de tamanha envergadura e este é o momento de tecer loas a todos os integrantes do Coral Reverendo Zacarias de Miranda que tem como lema o versículo 15 do Salmo 51: “Abre, Senhor, os meus lábios e a minha boca manifestará os teus louvores”.

Edison Souza, é jornalista e presbítero da Igreja Presbiteriana de Campinas (Ipcamp)

Compartilhar:

Escola Dominical

ESCOLA DOMINICAL, por que é importante?
Quando resolvi escrever este artigo, fiquei meditando na pergunta: por que é importante ir à ESCOLA DOMINICAL?
Algumas respostas vieram de prontidão: Para aprender mais da PALAVRA DE DEUS, além disso poderíamos pensar também que seria para ter maior oportunidade de participação na IGREJA através das colocações e indagações sobre a BÍBLIA, além disso, quem sabe alguém poderia também responder para se ter maior contato com os irmãos da , enfim poderíamos discorrer aqui sobre diversos ângulos de visão da importância da ESCOLA DOMINICAL, mas vou tentar fazer sob a ótica da BÍBLIA e depois sob a minha experiência ao longo destes muitos anos frequentando esta maravilhosa ESCOLA.
Primeiramente gostaria de abordar uma questão: Para que serve a ESCOLA DOMINICAL?
É uma questão interessante, pois por se tratar de ESCOLA, temos a percepção de que é um local para se ensinar algo. Por estar inserida na IGREJA, obviamente, podemos afirmar que é uma ESCOLA para se ensinar a BÍBLIA. Porém, ensinar a BÍBLIA, tem sido um verdadeiro desafio às IGREJAS de um modo geral. Lembremos um texto BÍBLICO muito conhecido que relata este fato:
“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça” II Timóteo 3.16.
Então, analisando o que significa “ensinar” sob a ótica do dicionário, veremos que: Ensinar é instruir sobre… transmitir conhecimento a… educar sobre… Portanto, notamos nitidamente que a educação não tem sido um desafio só da IGREJA, mas da humanidade como um todo.
Porém, partindo da premissa de que a educação é boa para que um indivíduo saia de sua condição de inferioridade para galgar passos mais promissores, através do conhecimento e no caso em questão, a educação na ESCOLA DOMINICAL serve para que cresçamos ESPIRITUALMENTE, por que temos visto que há especialmente nas IGREJAS uma diminuição pelo interesse em frequentar a ESCOLA DOMINICAL? Lembremos que um escritor certa vez disse que “pode-se aprender sem professores, mas não se consegue ensinar sem alunos”. Portanto, a ausência dos alunos faz com que haja um esvaziamento nas ESCOLAS DOMINICAIS e as consequências com certeza serão futuramente um esvaziamento nos trabalhos da IGREJA e sua diminuição drástica, como tem ocorrido atualmente com muitas IGREJAS.
E por que os alunos deixaram de ir à ESCOLA DOMINICAL?
Em nossa IGREJA, fizemos em anos anteriores uma enquete para tentarmos diagnosticar os motivos e pasmem, muitas respostas foram que “não tinham tempo…”, “o horário extrapolava o limite estabelecido…”, dentre inúmeras outras respostas apresentadas como desculpas. Mas, no fundo, chego a pensar que na verdade as pessoas estão se afastando da ESCOLA DOMINICAL por não mais querer saber a VERDADE, lembro-lhes que na ESCOLA DOMINICAL aprendemos a VERDADE que DEUS quer para nossas vidas através do estudo da BÍBLIA.
É muito triste ver as pessoas sabotando as aulas da ESCOLA DOMINICAL. Sei que precisamos estar atento às mudanças, especialmente com os jovens, precisamos procurar novas metodologias, efetuar mais treinamentos com os professores, enfim, precisamos trabalhar muito para constantemente procurar a excelência no ENSINO DA PALAVRA DE DEUS, mas precisamos ter consciência de que estamos aqui para ADORAR À DEUS acima de todas as coisas e as demais coisas vão sendo nos acrescentadas. É da natureza nossa sempre dificultar algo que julgamos menos importante, daí talvez a explicação para o fato de estarmos dia a dia perdendo alunos dentro da ESCOLA DOMINICAL.
O que nos resta então é colocarmos DEUS acima de tudo, ou seja, acima de todas as nossas prioridades e enxergar a ESCOLA DOMINICAL como uma ESCOLA BÍBLICA onde iremos crescer ESPIRITUALMENTE.
Lembremos que ao fazermos uma leitura da PALAVRA DE DEUS [BÍBLIA] sozinho, nem sempre conseguimos entender o que DEUS quer nos dizer, por isso na ESCOLA DOMINICAL podemos tirar todas as dúvidas, expor nossas ideias, trocar experiências e consequentemente aprender mais.
Aproveito também para lembrar que a liderança também deve participar ativamente da ESCOLA DOMINICAL, para que através do seu exemplo talvez possam trazer muitos outros para esta ESCOLA maravilhosa.
Convido, portanto, a refletirmos nestes fatos e que se você se sentir tocado a aprender mais da PALAVRA DE DEUS, venha conosco nesta caminhada CRISTÃ, participando também da ESCOLA DOMINICAL.
Concluo esta reflexão lembrando uma frase interessante de Franklin Clark Fry que menciona o seguinte: “a pessoa que diz que crê em DEUS, mas nunca vai à ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL, é como a que diz que crê na educação e nunca vai para a ESCOLA”.
Pense nisto… Aguardamos você na ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL.
Presb. Waldemar de Lucca Jr.

Compartilhar:

Colégio Internacional

Esta informação acima está na coluna “Há 50 anos” na edição de hoje (10/08/18) do Correio Popular. Mas vale conhecer um pouco mais da história, a partir de um texto de Paulo Augusto Moraes, adaptado aqui:

Em 1869, os missionários presbiterianos Revdo. George Morton e Revdo. Edward Lane fundaram o “Colégio Internacional”, que segundo Boanerges Ribeiro “foi a primeira escola protestante a desenvolver-se no país e a atrair os filhos dos notáveis da terra”, política adotada tanto por católicos como por protestantes. O Revdo. Erasmo Braga, um dos mais notáveis pastores protestantes brasileiros do século XX, afirmou que tanto a “Escola Americana de São Paulo” (atual Universidade Mackenzie) como a “Escuela Popular de Valparaiso” foram criadas em 1870 e o “Instituto Internacional de Santiago”, Chile iniciou suas atividades em 1873. Isto confere ao colégio de Campinas o status de ser a escola protestante mais antiga da América do Sul.

O Instituto Internacional trouxe uma proposta pedagógica completamente nova, que naquele momento poderia ser considerada como revolucionária. Ribeiro afirma que o “Colégio Culto à Sciência” precedeu Morton em Campinas e foi a expressão da presença de aspirações à reforma do sistema pedagógico ; mas foi Morton quem ofereceu um modelo escolar novo, criado na cultura protestante norte-americana, cuja viabilidade afinal veio a ser demonstrada por Horácio Lane (de São Paulo) [Mackenzie College] ; esse modelo foi adotado e realizado com as reformas do sistema pedagógico pedidas pelos tempos novos republicanos”.

Estudaram no Colégio Internacional os filhos de pessoas como Bernardino de Campos, Hercules Florence, Cel. J. Quirino dos Santos, Manoel Ferraz de Campos Salles, João Pupo Nogueira, entre outros. Alguns dos alunos vieram a ocupar, posteriormente, importantes cargos na vida pública brasileira, como José Pereira de Queiroz e J.C. Alves de Lima, futuros senadores da República.

Apesar de funcionar desde 1869, parece que somente em 1873 o colégio atingiu sua forma mais definitiva. Já em 1874 contava com 144 alunos. Em 1875 esta experiência educacional mereceu a visita de D. Pedro II, fato que se repetiu por mais duas vezes. O imperador mostrou-se satisfeito com o que viu. Também a instituição foi visitada pelo Conde D’Eu, esposo da herdeira do trono. Em 1878 foram matriculados 187 alunos, número bastante expressivo para a época.

Seu trabalho foi coroado de sucesso. O Colégio Internacional continuou crescendo em número de alunos e no respeito diante da opinião pública, merecendo elogios de Rangel Pestana, respeitado jornalista republicano do jornal “A Província de São Paulo”.

As igrejas presbiterianas da região desenvolveram-se de maneira bastante expressiva sob os cuidados pastorais do Revdo. Lane. O missionário também atuou no cotidiano da cidade, propondo melhoramentos e ampliação dos serviços públicos. Parece ter contribuído muito positivamente também para o “…prolongamento da antiga linha de bondes para o Guanabara”.

Em 1892 Campinas foi atingida, uma vez mais, por uma violenta epidemia de febre amarela. A situação era de extrema gravidade, como se pode depreender das palavras deixadas pela missionária Kate Bias: “A cidade estava quase deserta. O sino da igreja católica não cessava de dobrar a finados, grave e profundo. Nunca mais vou me esquecer de seu som…. Eu estava convalescente em meu quarto. Mr. Thompson, no antigo quarto de Miss Kemper, do outro lado da saleta. De madrugada ouvi barulho, como de mesas arrastadas, e compreendi o que acontecera, mas ninguém me procurou. Pus as meias e abri silenciosamente a porta; vi-o estendido em uma mesa. Voltei para a minha cama chorando por causa da grande perda que acabávamos de sofrer…. Foi sepultado de manhã cedinho; acredito que apenas Mr. Tucker e Mr. Rodrigues acompanharam o féretro”.

O colégio foi fechado e muitas pessoas deixaram a cidade. O Revdo. Lane, embora tivesse sido alertado para o risco que corria, entendeu ser seu dever pastoral permanecer, cuidando das pessoas doentes da sua igreja e de quem quer que necessitasse de ajuda. O trabalho era muito e por fim, o missionário contraiu a doença, vindo a falecer em 26 de Março de 1892.

Atualmente, no terreno onde erguia-se o “Colégio Internacional”, existe hoje apenas parte da história (talvez pouco conhecida) de Campinas, mas que “marcou uma época e abriu novos horizontes ao ensino no Brasil”, está o Seminário Presbiteriano, (Av. Brasil – Jardim Guanabara) uma das mais respeitadas instituições de ensino teológico protestante (o mais correto seria usar o termo “reformado”) da América Latina.

Compartilhar:

SAIBA O QUE ESTAMOS FAZENDO

“JUNTA DIACONAL INFORMA”
Você sabia?
Que no ano passado a Junta Diaconal fez 27 visitas em casas de pessoas que necessitaram de ajudas e orações.
Caso necessite de uma visita procure um de nossos Diáconos.

 

Compartilhar:

SAIBA O QUE ESTAMOS FAZENDO

 

Junta Diaconal Informa: Você sabia? Que em 2017 a Junta Diaconal doou 200 cestas básicas, totalizando 5,6 toneladas de alimentos. Faça parte! Colabore doando alimentos.“Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram;” Mateus 25:34,35

Compartilhar:

Preencha a Pesquisa

PARA QUEM FOI NO ACAMPAMENTO DA FAMÍLIA RESPONDA A ESTA PESQUISA click no link https://goo.gl/forms/u6pynuDsTT51VBd13

Compartilhar:

SAIBA O QUE ESTAMOS FAZENDO

Através da JUNTA DIACONAL,  em 2017 foram realizados 84 ATENDIMENTOS a pessoas necessitadas que vieram à Igreja em busca de ajuda, durante os cultos da manhã e da noite. Os motivos foram diversos: alimentos, roupas, cobertores, ajuda médica, remédios, passagens de ônibus, desemprego, encaminhamento para ATAV e oração.

Compartilhar:

Novos Site e Aplicativo da Igreja Presbiteriana de Campinas!

Nosso novo Site está mais moderno e objetivo.

Nosso novo Aplicativo, além dos Boletins Dominicais, agora disponibiliza também Sermões e Mensagens, Últimas Notícias, Galeria de Fotos, informações acerca das Sociedades Internas, a Bíblia (Versão Revista e Atualizada) e o Hinário Novo Cântico.

Compartilhar:

Cânticos de Louvor

Você pode acessar os cânticos que usamos nos Grupos Familiares e outras reuniões através do Aplicativo. Vá na página inicial e junto com BÍBLIA e HINÁRIO você tem a opção CÂNTICOS.

Compartilhar:

Devocionais Diárias

A partir deste mês de novembro, disponibilizaremos diariamente o Devocionário Diário 2017: Alegria Inabalável, por John Piper.

Estes breves e profundos devocionais buscam alimentar sua alegria em Jesus todos os dias do ano. Para isso, o blog Desiring God identificou os 365 melhores excertos do conteúdo de 30 anos de ministério de John Piper e que poderiam ser compreendidos fora do contexto original. O alvo é que você possa mergulhar diariamente e rapidamente e possa extrair algo inabalável que fomente sua alegria em Deus.

Você poderá acessar pelo nosso Aplicativo no menu Devocionais ou pelo nosso site: www.ipcamp.org.br/devocionais .

Todo dia um áudio novo.

Confira!

Compartilhar:

IPCamp no Programa Espaço Cidadão

Apresentado no domingo 17/09, tratando das oficinas realizadas na IPCamp, com a participação das irmãs Beth Vida (falando sobre a Sala de Artes) e Keila Mendes (falando sobre a Sala de Costura) pela Rádio Brasil de Campinas (AM 1270).

“O Espaço Cidadão” é apresentado pelo jornalista Eduardo Nasser.

Confira:

Compartilhar: