AEA “Ebenézer”... Parabéns!


“Fundada em 30 de novembro de 1986, a A.E.A. nasceu da iniciativa dos membros da Igreja Presbiteriana de Campinas (Ipcamp) para prestar assistência social, educacional e moral à comunidade carente de seu município. Inicialmente implantou seu trabalho assistencial no Bairro de Vila Formosa, criando um ambulatório médico, uma farmácia e uma creche simples. Durante o seu funcionamento a grande ênfase da AEA foi o atendimento médico, ambulatorial e distribuição de remédios à comunidade carente. Hoje, a AEA atende em média 400 usuários diariamente”. (Fonte - http://www.ipcamp.org.br/aea/site.htm).

Ao felicitarmos a AEA pelos seus 24 anos de vida, destacamos assertivamente que esta amada entidade tem perseverado nesta brilhante atuação social, porque Deus a tem preservado. E neste momento de transição de diretoria, podemos proferir a declaração do profeta Samuel “Ebenézer”“Até aqui o Senhor nos ajudou”. A nossa confiança é de que o Senhor que até aqui ajudou a AEA, também há de acompanhá-la por toda a jornada proposta por Ele!

Assim como a declaração “Ebenézer” foi um portal de ânimo verdadeiro e durável para o povo de Deus, concomitantemente a nossa oração é que esta mensagem bíblica gere ânimo dobrado em nossa AEA, a fim de que a mesma tenha uma atuação reflexiva, relevante e próspera na cidade de Campinas.

Desta forma, compreendamos um pouco da historicidade da expressão Ebenézer. Samuel foi o profeta mais importante desde Moisés, e também o último juiz de Israel. No final do período dos juízes, ele se projeta como aquele que ajuda Israel a se regozijar com o Senhor. Por meio dele, entramos na posse de uma palavra que é agora a senha para o poder de Deus que nos conduz ao caminho da perseverança: Ebenézer!

Em hebraico, Ebenézer significa a pedra de ajuda. Samuel a usou numa época de vitória sobre os filisteus. Ele colocou uma enorme pedra entre Mispá e Sem, e a chamou Ebenézer, ao declarar: “Até aqui o Senhor nos ajudou”. Através dos séculos, o vocábulo se associou tanto com a oração de Samuel: “Até aqui o Senhor nos ajudou”, que o significado passou a ser quase sinônimo. Samuel tornou-se um dos grandes do Antigo Testamento porque fez de seu caráter um exemplo, ensinando a Israel a verdade libertadora do relacionamento inseparável entre a gratidão e a grandeza.

Depois de ganhar a batalha, Samuel, em gratidão a Deus, construiu um altar e o chamou Ebenézer, a pedra da recordação. Diante de todo o povo ele disse: “Até aqui o Senhor nos ajudou”. Ana, sua mãe, teria ficado satisfeita, pois a sua gratidão se tornou o poder da grandeza de seu filho. O agradecimento nos prepara para um futuro triunfante.

Todos nós precisamos dar graças pelo que passou e pelo que virá. A nossa capacidade de recordação, dada por Deus, deve ser preenchida com a Sua graça e com a nossa gratidão para recompensar as severidades de nossos fracassos. Quanta sensibilidade da parte de Samuel ao chamar de Ebenézer o seu altar de louvor!

A expressão “até aqui” aponta também ao futuro. Ela não sugere que o povo de Israel já o tivesse alcançado, mas que o Deus que os trouxe até ali lhes reservava um futuro empolgante.

Charles Haddon Spurgeon captou a dinâmica da expressão “até aqui”, ao afirmar: “A expressão [...] aponta para algo além. Pois, quando alguém chega a certo limite e escreve “até aqui”, ele não está ainda no fim; há ainda um longo caminho a ser percorrido. Mais provações, mais lutas, mais vitórias [...] Oh, tenha bom ânimo, cristão, e com grata confiança edifique o seu “Ebenézer”.

Nossa confiança é de que o Senhor, que até aqui nos tem ajudado, há de acompanhar-nos por toda a nossa jornada!

A estátua que Michelangelo esculpiu de Davi foi feita de um pedaço de mármore que outro artista havia rejeitado e jogado fora. Isso é o que Deus faz com o nosso passado. O que rejeitamos, ele transforma em algo de beleza duradoura. Ele nos dá poder para regozijar-nos com a nova pessoa que ele esculpiu a partir das experiências infelizes de nossos dias passados. Nossa atenção, agora, pode concentrar-se no que será, em vez de no que tem sido.

O até aqui de Deus implica a promessa de daqui em diante. Samuel experimentou essa verdade. Os dias turbulentos dos últimos anos da vida de Samuel tiveram muitos Ebenézeres. Mas o que ele disse em sua primeira resposta ao chamado do senhor permaneceu como doutrina de sua vida. “Fala, pois o teu servo está ouvindo.”

Pois bem, nesta ação comparativa da ação de Deus no tempo, podemos afirmar que a AEA é um presente de Deus à Ipcamp, tanto na contemplação dos feitos do Senhor sobre e através dela como também do nosso aprendizado e reflexão. Pois, através dela evidenciamos e aprendemos o que disse o teólogo alemão, em 1944, enquanto estava na prisão: “A igreja só é igreja quando existe para os outros.” Foi no cárcere, que ele elaborou suas últimas inquietudes pastorais e teológicas e formulou questões fundamentais sobre a função da igreja no mundo e o significado de ser seguidor de Jesus Cristo em um mundo sem Deus.

Pedimos a Deus que conserve cada criança, professor, funcionário, líder... em nossa mente e coração. E, nesse momento de transição de diretoria, louvamos a Deus pelos irmãos que atuaram de uma forma ousada e usada por Deus. Todos nós precisamos dar graças pelo que passou e pelo que virá. E, que num grande jogral de gratidão a Deus, a atual diretoria declare: “até aqui nos ajudou o Senhor” e que a nova, de igual modo: “e Ele continuará a nos ajudar”!

 

Rev. Carlos Roberto

Ministérios Home Som da Terra Happy Hour Grupos de Comunhão Cultivar Teatro Mulher Homem Juventude Crianças Adoração Ação Social Evangelização/ Missão Ensino Oração
PRINCIPAIS ATIVIDADES
Domingo
Culto 09h00
Escola Dominical 10h30
Culto 19h00
Quinta
Happy Hour 18h30
Sexta
Adolescentes 20h00
Jovens 20h00
MINHA NECESSIDADE
Oração e Cuidado
Conhecer Ipcamp
Me juntar a Ipcamp
Áreas de Interesse
Conhecer a Liderança
Informação Escola Dominical
 
 
 
ATIVIDADE SOCIAL E CULTURAL
Centro Educacional Rev. Erasmo Braga
Som da Terra
Teatro
AEA
ATAV
 
 
 
 
PLANTAÇÃO DE IGREJA
Parque Industrial
Matão
Grupos de Comunhão
MISSÕES
Suriname
Matupi / AM
 
 
 

 

 

   
Rua General Osório, 619 - Centro Campinas / SP - Fone: (19) 3231 - 4844
(C) Igreja Presbiteriana de Campinas